Itaberá - 18 de junho de 2019
Previsão do Tempo: Clear Day

min 12°

max 23°

4% 0mm

‘Tempestade em copo d’água’ no vazamento de conversas de Sérgio Moro diz Fernando Henrique Cardoso

‘Tempestade em copo d’água’ no vazamento de conversas de Sérgio Moro diz Fernando Henrique Cardoso
Destaques, diversos, política


Por Amenoticias - 10 de junho de 2019 - 15:25

‘Tempestade em copo d’água’ no vazamento de conversas de Sérgio Moro diz Fernando Henrique Cardoso

Por: Tales Faria

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acha que as conversas vazadas do então juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça, com a força-tarefa da Lava Jato não comprometem as condenações proferidas. Entre os casos citados nos diálogos publicados pela “The Intercept Brasil”, está a investigação do tríplex cuja propriedade, atribuída a Lula, resultou na sua prisão e condenação. Disse FHC ao blog: “O vazamento de mensagens entre juiz e promotor da Lava-Jato mais parece tempestade em copo d’água. A menos que haja novos vazamentos mais comprometedores. Não alteram, na substância, como escreveu Celso Rocha Barros, os motivos para a condenação, apesar de revelarem comentários impróprio, dados importantes.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso completa:

“Se formos incriminar ou julgar os atores da política nacional — e da Justiça— pelas impropriedades que dizem, o que será de nossa democracia? E olha que nem sempre se expressam em conversas privadas..”

O blog leu o artigo do sociólogo Celso Rocha Barros citado por FHC e que foi publicado hoje pela “Folha de S.Paulo”. O entendimento do que disse o autor é diferente da interpretação de FHC.

Diz um trecho do artigo: “No geral, as conclusões gerais da Lava Jato sobre como o cartel das empreiteiras financiava todos os grandes partidos políticos continuam de pé”.

 Mas o quadro que emerge sobre o julgamento de Lula é ruim.

Não há nada nos vazamentos que prove que Lula é inocente, mas há sinais fortes de que seu julgamento não foi normal.

Em uma conversa de 7 de dezembro de 2015, Moro deu uma pista relativa ao caso Lula para que Dallagnol investigasse: ‘Fonte me informou que a pessoa do contato estaria incomodado por ter sido ela solicitada a lavratura de minutas de escrituras para transferência de propriedade de um dos filhos do ex-Presidente’.

Moro era o juiz do caso. Não poderia ajudar nem a defesa nem a acusação.

O sociólogo conclui: “É uma hora difícil para pedir nuance e equilíbrio, mas vamos lá: a Lava Jato não foi desmoralizada, ninguém foi inocentado”.

Mas há bons motivos para suspeitar que não houvesse equidistância no entusiasmo com que os dois lados da disputa política foram tratados. O ministro Sergio Moro parece ter cruzado linhas importantes no julgamento de Lula.

Esta matéria não reflete necessariamente a opinião do site amenoticias.com.br
Fonte: Uol

Comentar

Deixe seu comentário

Atenção!Não escreva comentários contendo apenas letras Maiúsculas.

Todos os comentário postados aqui são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
É reservado a nós apenas o direito de filtrá-los e moderá-los de acordo com nossos critérios.
Qualquer comentário com conteúdo discriminativo, com palavras ofensivas ou qualquer texto que seja julgado impróprio por nossos moderadores, serão automaticamente marcados como spam e não serão publicados.
A Ame Notícias incentiva a discussão de forma saudável e com respeito, se seu comentário não vier a ser aprovado e você discordar por algum motivo, sinta-se livre para entrar em contato conosco.

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield


últimos comentários

  • Não há comentários disponíveis

agenda

  • Não há eventos nos próximos dias.

newsletter

Assine nossa newsletter e receba nossas últimas notícias por email

conecte-se

Confira nossas atualizações nas redes sociais, e fique por dentro de tudo que acontece

twitter facebook