Itaberá - 20 de agosto de 2019
Previsão do Tempo: Rain

min 12°

max 19°

47% 0,03mm

Projeto aprovado pelo Senado proíbe que animais sejam tratados como coisas

Proposta considera animais seres sencientes, ou seja que sentem dor e emoção, e estão sujeitos a sofrimento.
Destaques, Meio Ambiente


Por Amenoticias - 9 de agosto de 2019 - 09:09

Projeto aprovado pelo Senado proíbe que animais sejam tratados como coisas

O Senado aprovou um projeto que tem o objetivo de proibir que animais sejam juridicamente tratados como coisas. A proposta, aprovada nesta quarta-feira (7), cria uma natureza jurídica específica para animais não-humanos.

O texto, de autoria do deputado Ricardo Izar (PP-SP), chegou ao Senado em 2018. Como foi alterada pelos senadores, a proposta terá de voltar para análise da Câmara.

O projeto prevê o reconhecimento dos animais como seres sencientes, que sentem dor e emoção e estão sujeitos a sofrimento.

A proposta também estabelece como objetivos fundamentais:

  • afirmação dos direitos dos animais não humanos e sua proteção;
  • construção de uma sociedade mais consciente e solidária;
  • reconhecimento de que os animais não humanos possuem natureza biológica e emocional e são seres sencientes, passíveis de sofrimento.

“O projeto muda a definição jurídica de animais. Hoje, no nosso Código Civil, animal é equiparado a coisas. O projeto simplesmente muda essa personalidade jurídica: animal deixa de ser coisa”, afirmou o relator da proposta no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Randolfe acolheu uma sugestão dos senadores Otto Alencar (PSD-BA), Major Olimpio (PSL-SP) e Rodrigo Cunha (PSDB-AL) para assegurar que o projeto, se virar lei, não afetará a agropecuária, a comercialização de animais, a pesquisa científica e manifestações culturais que envolvem animais.

Em seu relatório, Randolfe lembra que vários países no mundo aprovaram leis com esse mesmo teor e que a proposta pode aumentar a proteção de animais contra maus-tratos.

Atualmente, estão em vigor leis que punem os maus-tratos e que regulamentam a pesquisa científica com animais.

Fonte: G1.com

Comentar

Deixe seu comentário

Atenção!Não escreva comentários contendo apenas letras Maiúsculas.

Todos os comentário postados aqui são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
É reservado a nós apenas o direito de filtrá-los e moderá-los de acordo com nossos critérios.
Qualquer comentário com conteúdo discriminativo, com palavras ofensivas ou qualquer texto que seja julgado impróprio por nossos moderadores, serão automaticamente marcados como spam e não serão publicados.
A Ame Notícias incentiva a discussão de forma saudável e com respeito, se seu comentário não vier a ser aprovado e você discordar por algum motivo, sinta-se livre para entrar em contato conosco.

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield


últimos comentários

  • Não há comentários disponíveis

agenda

  • Não há eventos nos próximos dias.

newsletter

Assine nossa newsletter e receba nossas últimas notícias por email

conecte-se

Confira nossas atualizações nas redes sociais, e fique por dentro de tudo que acontece

twitter facebook