Itaberá - 21 de maio de 2019
Previsão do Tempo: Rain

min 12°

max 24°

10% 0mm

Vídeo: Cavalo mecânico, exército dos EUA fica para trás na corrida por veículo-robô

Carros que sabem estacionar, brecar diante de um sinal de perigo e navegar pelo trânsito estão a caminho do showroom das concessionárias, transformando as fantasias da ficção científica de veículos que se dirigem sozinhos em uma nova realidade.
diversos

Olá! Esta notícia foi publicada a mais de 3 meses! O contéudo pode não refletir um cenário atualizado, estar defasado ou pode ter se tornado irrelevante. Boa leitura! :)


Por Ame Noticias - 28 de setembro de 2013 - 10:03

Vídeo: Cavalo mecânico, exército dos EUA fica para trás na corrida por veículo-robô
WASHINGTON – Carros que sabem estacionar, brecar diante de um sinal de perigo e navegar pelo trânsito estão a caminho do showroom das concessionárias, transformando as fantasias da ficção científica de veículos que se dirigem sozinhos em uma nova realidade. Porém, enquanto os investidores particulares vêm pressionando pelo desenvolvimento dos sistemas necessários para essas novas máquinas robóticas, um inovador crucial está ficando para trás: as forças armadas dos Estados Unidos. As forças armadas estão atrasadas no emprego das suas versões de veículos terrenos não tripulados, apesar das metas de criar máquinas que pudessem substituir as ‘botas no chão’ nos conflitos. Segundo especialistas, os cortes nos gastos e os desafios tecnológicos deixaram os militares com praticamente nenhuma chance de atingir a meta estabelecida pelo Congresso de ter um terço da frota de combate formada por veículos não tripulados até 2015. O fracasso militar em abrir o caminho no setor de veículos autodirigíveis é irônico, se levarmos em consideração que os progressos comerciais de hoje em dia estão ligados à pesquisa originalmente patrocinada pela Agência de Pesquisas em Projetos Avançados da Defesa (Darpa, na sigla em inglês), a organização de tecnologia avançada do Pentágono. Uma década atrás, a Darpa ofereceu uma série de ‘grandes desafios’ a pesquisadores particulares, que ajudaram a desenvolver tecnologias. A General Motors e a Nissan anunciaram no mês passado que vão oferecer carros autodirigíveis até o final da década. No começo do ano que vem a BMW e várias outras montadoras planejam oferecer sistemas limitados que vão dirigir automaticamente pelo tráfico de baixa velocidade das rodovias. O Google já conta com uma pequena frota de veículos com mais de 800 mil quilômetros rodados com piloto automático na Califórnia. ‘Agora a automação de veículos está partindo do setor civil’, disse Peter W. Singer, pesquisador do Instituto Brookings e autor de ‘Wired for War’, livro sobre armas robóticas. Singer prevê que os progressos civis vão terminar passando para os militares, em uma reviravolta radical. 5B081F539D18B3A5DE917F5351AA2 Fonte: The New York Times

Comentar

Deixe seu comentário

Atenção!Não escreva comentários contendo apenas letras Maiúsculas.

Todos os comentário postados aqui são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
É reservado a nós apenas o direito de filtrá-los e moderá-los de acordo com nossos critérios.
Qualquer comentário com conteúdo discriminativo, com palavras ofensivas ou qualquer texto que seja julgado impróprio por nossos moderadores, serão automaticamente marcados como spam e não serão publicados.
A Ame Notícias incentiva a discussão de forma saudável e com respeito, se seu comentário não vier a ser aprovado e você discordar por algum motivo, sinta-se livre para entrar em contato conosco.

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield


últimos comentários

  • Não há comentários disponíveis

agenda

  • Não há eventos nos próximos dias.

newsletter

Assine nossa newsletter e receba nossas últimas notícias por email

conecte-se

Confira nossas atualizações nas redes sociais, e fique por dentro de tudo que acontece

twitter facebook